Dezembro Laranja alerta para o câncer de pele


Depois do Outubro Rosa e do Novembro Azul, o Dezembro Laranja chega para alertar sobre o tipo mais comum de câncer no Brasil, o câncer de pele.


A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Combate ao Câncer da Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que afirma que a maioria dos casos pode ser evitada com medidas simples de proteção solar: usar filtro, chapéu, boné e cuidar com o excesso de exposição ao sol e aos horários certos para isso. 

No entanto, dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que os brasileiros não se protegem adequadamente, contribuindo para a grande incidência da doença. São estimados 188.020 novos casos no país somente em 2014. Destes, 98.420 devem ocorrer em homens e 83.710 em mulheres. De todos os casos, 5.890 correspondem ao tipo mais agressivo do câncer, o melanoma.

—  A radiação solar é cumulativa ao longo da vida e os primeiros 20 anos são responsáveis por 80% da radiação que o indivíduo recebe na vida. Percebe-se, então, a responsabilidade dos pais na prevenção do câncer da pele de seus filhos. — alerta o dermatologista Nilson Octávio Silva.



Conheça suas chances de desenvolver um câncer de pele  


A SBD disponibiliza em seu site a Calculadora de Riscos para Câncer da Pele. Por meio da ferramenta, os usuários, respondendo a um questionário, recebem informações sobre as chances de desenvolver a doença. 

Acesse aqui a Calculadora de Riscos para Câncer da Pele

Atenção: a calculadora possui apenas caráter informativo. Os dados obtidos a partir da ferramenta não constituem diagnóstico e não substituem, em nenhuma hipótese, a consulta a um dermatologista.

Tipos de câncer

Cânceres do tipo não melanoma, menos letais, são mais incidentes no Brasil, com 182.130 casos novos previstos para 2014, também segundo o INCA. Do total, 98.420 devem ocorrer em homens e 83.710 em mulheres. Existem dois tipos: carcinoma basocelular, o mais comum, e carcinoma espinocelular. A região Sul do Brasil registra 19,2% dos casos de câncer de pele dos tipos não melanoma (34.990 casos em 2014).

melanoma tem menor incidência (2.960 casos novos em homens e 2.930 em mulheres), totalizando 5.890 casos em 2014.Em comparação com 2013, houve redução do número de casos de melanoma. Na época, foram diagnosticados 6.230 novos casos, sendo 3.170 em homens e 3.060 em mulheres.

Hábitos simples para cuidar da pele

- Usar protetor solar todos os dias, em todas as áreas expostas do corpo;
- Evitar exposição ao sol no horário de pico (10h-16h);
- Usar boné e chapéu de aba larga para proteger o rosto;

- Observar o aparecimento de feridas que não cicatrizam, manchas escuras ou nódulos na pele, ou alterações em pintas (aumento, modificação da cor, coceira ou sangramento);

- Não usar o filtro ao longo da vida pode trazer outras consequências para a pele, como pintas e sardas.


Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário