PATOLOGIA - LÂMINA 23 - CARCINOMA DE CÉLULAS ESCAMOSAS DO ESÔFAGO

O carcinoma de células escamosas surge a partir de células que revestem a parte superior do esôfago.



- O carcinoma de células escamosas esofágicas ocorre em adultos acima dos 45 anos de idade e afetam os homens quatro vezes mais frequentemente do que as mulheres.
- Os fatores de risco incluem o uso de álcool e tabaco, pobreza, injúria esofágica cáustica, acalásia, tilose, síndrome de Plummer-Vinson e consumo muito frequente de bebidas muito quentes.
- Em contraste ao adenocarcinoma, metade dos carcinomas de células escamosas ocorre no terço médio do esôfago
- O carcinoma de células escamosas se inicia como uma lesão in situ chamada de displasia escamosa (esta lesão é conhecida como uma neoplasia intraepitelial ou carcinoma in situ em outras regiões). Lesões iniciais aparecem como espessamentos pequenos, acinzentados, semelhantes a placas.
- Ao longo dos anos, elas se tornam massas tumorais polipoides ou
exofíticas e se projetam para dentro do lúmen, obstruindo-o
-Estas podem invadir as estruturas circundantes, incluindo a árvore respiratória, causando pneumonia; a aorta, causando exsanguinação catastrófica; ou o mediastino e o pericárdio.

MICROSCOPIA

  • Epitélio normal
  • Inicio da perda de diferenciação

  • Ninhos de células malignas
  • Cordões de células malignas que invadem tecido
  • Processo inflamatório

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário