O que é a Intradermoterapia

Você sabe o que é a intradermoterapia? Com tantas técnicas lançadas recentemente, às vezes é difícil saber o que é e como funciona cada um dos procedimentos estéticos.
A intradermoterapia ou mesoterapia consiste na aplicação de medicamentos através de injeção na pele ou subcutâneo. O medicamento aplicado é escolhido pelo biomédico esteta de acordo com o objetivo do tratamento. Esta técnica tem origem na França e é realizada para introduzir alta concentração de determinados medicamentos no local de ação, aumentando o resultado desejado.
Indicação
A técnica é indicada para tratamentos de celulite, gordura localizada, estrias, flacidez e desvitalização da pele da face, em homens e mulheres. Este é o tratamento mais recomendado pela Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME) para a perda de gorduras localizadas.
Contraindicações do tratamento
O tratamento é contraindicado em casos de doenças de pele no local em que o produto será aplicado, para gestantes, lactantes, cardíacos, pacientes com doenças crônicas e também nos casos de alergia às substâncias que são utilizadas no processo. Por isso a consulta com o Biomédico Esteta é de grande valor na seleção do paciente e indicação do tratamento estético.
Profissional indicado
O profissional indicado para realizar o procedimento é o biomédico esteta, que é capacitado e habilitado pelo seu conselho de classe. Considerando do ponto de vista técnico-legal, a intradermoterapia é uma técnica perfurocortante, escarificante e injetável com o uso de agulhas. De acordo com Resolução CFBM nº 241, de 29 de Maio de 2014, a aplicação de intradermoterapia é ato biomédico e o tratamento deve ser prescrito por biomédico esteta devidamente especializado e habilitado pelo Conselho.
Também em acordo com a Lei nº 12.842, de 10 de julho de 2013, este procedimento estético não é uma atividade privativa do médico e nem considerada como invasiva.
Como é feita a aplicação
A aplicação é feita usando-se agulhas bem fininhas e curtas, que introduzem pequenas quantidades do medicamento no tecido subcutâneo e dérmico, dependendo da finalidade do tratamento, para que eles atuem nas células de gordura quando utilizados para a redução de gorduras e celulite, e nas células dérmicas quando a finalidade é o tratamento a flacidez e estrias. As micro injeções perfuram a pele em uma profundidade de 0,5 milímetros a 4 milímetros levando a solução chamada de mescla, que consiste em um conjunto de aminoácidos, vitaminas, anestésicos, medicações lipolíticas, substâncias eutróficas, substratos nutrientes e extrato de enzimas e plantas. Todos que possuem autorização de uso pela ANVISA. Com finalidades diversas no tratamento estético.
Os medicamentos introduzidos aumentam a permeabilidade celular e promovem a vasodilatação, que favorece a chegada do material.
Duração do tratamento
Os resultados começam a aparecer após pelo menos 5 sessões, e isto é totalmente dependente das substâncias usadas, que deve ser devidamente selecionada para cada caso e para cada paciente, pelo profissional, que deve ser muito bem capacitado e treinado em seus conhecimentos, e duram em média 15 minutos cada uma.
As sessões devem ser realizadas uma vez por semana para tratamentos de celulite, estrias e gordura localizada e até duas vezes por semana para revitalização facial e flacidez de pele, e avaliações a cada 5 sessões.
Benefícios do tratamento
Alguns de seus benefícios são:
• A existência de poucos efeitos colaterais, devido a ação do medicamento ser localizada, e não haver uma ação sistêmica.
• É uma ótima opção para o verão, pois é um tratamento que apresenta efeito mais rápido, devido à aplicação direta do medicamento no local a ser tratado;
• Promove a perda de 3 a 10 centímetros de gordura a cada sessão;
• Ajuda a eliminar a flacidez, as estrias e as celulites;
• Promove melhora da hidratação da pele e suavização das rugas em poucas sessões;
• E se feito por um biomédico estético, não possui riscos à saúde.
Cuidados que devem ser tomados antes, durante e depois das aplicações
É recomendado que o paciente esteja com a pele limpa, livre de vestígios de produtos usados na pele, como hidratantes e maquiagens. O uso de substâncias anticoagulantes também deve ser interrompido dias antes à aplicação, um exemplo dessas substâncias é o ácido acetilsalicílico. Durante e após o tratamento, o paciente deve optar por roupas de tecidos mais leves e suaves (como o algodão), que não vão entrar em atrito com o local que está sendo tratado. Deve-se evitar principalmente usar jeans. Se surgirem hematomas, o uso de gelo ajuda a minimizá-los e nesse caso também é recomendável não expor a área ao sol.
O paciente também não deve submeter outros tratamentos estéticos à área que está sendo tratada pela intradermoterapia sem o conhecimento e consentimento do biomédico esteta responsável.

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário