Proteínas podem ser biomarcadores para infertilidade masculina associada à varicocele

Um artigo publicado em março na revista Urology e intitulado Differential proteomic profiling of spermatozoal proteins of infertile men with unilateral or bilateral varicocele mostra que a procura por novos biomarcadores para infertilidade masculina associada à varicocele unilateral e bilateral teve um avanço com a recente identificação de proteínas diferencialmente expressas entre os dois grupos, incluindo sete proteínas de interesse.
Embora vários fatores conhecidos influenciem a patogenicidade de varicoceles, mecanismos precisos que os liguem à infertilidade permanecem obscuros.
análise proteômica já foi aplicada para triagem de expressão diferencial de proteínas do esperma associadas com varicoceles, mas ainda não haviam sido avaliadas as diferenças na expressão de proteínas do esperma entre pacientes com apresentação unilateral versus bilateral. Os autores do estudo fizeram exatamente isso. Eles obtiveram amostras de sêmen de 50 pacientes com tanto infertilidade quanto varicocele clínica (33 unilateral, 17 bilateral). Destes, 8 amostras (5 unilateral, 3 bilateral) foram adequadas para o pooling.
A equipe de investigação usou um kit de ensaio de ácido bicinconínico da Thermo Scientific para determinar a concentração da proteína. Entre as complexas técnicas empregadas para identificação e quantificação de proteínas, eles usaram eletroforese em gel de poliacrilamida-dodecil sulfato de sódio (SDS-PAGE), quantificação livre de marcadores, cromatografia líquida/espectrometria de massas (LC-MS).
A análise global em triplicata de proteínas revelou 795, 713 e 763 proteínas identificadas nas amostras unilaterais e 1.024, 999 e 1.017 proteínas identificadas nas amostras bilaterais. Usando as contagens espectrais normalizadas, a equipe relatou várias proteínas abundantes comuns a ambos os grupos. Entre elas: lactotransferrin isoform 1 precursor (LTF), fibronectin isoform 3 preprotein, semenogelin-2 precursor (SEMG2), A-kinase anchor protein 4 isoform 2 (AKAP4), semenogelin-1 preprotein (SEMG1).
Os pesquisadores detectaram um total de 253 proteínas diferencialmente expressas, incluindo 31 exclusivas das amostras unilaterais e 64 exclusivas das amostras bilaterais. Das 158 proteínas sobrepostas restantes diferencialmente expressas, 113 eram sobre-expressas e 45 subexpressas no grupo unilateral, em comparação com o grupo bilateral.
Utilizando o software Reactome, a equipe classificou 151 dessas proteínas (aproximadamente 60% das 253 proteínas totais diferencialmente expressas) e encontrou as seguintes vias biológicas fundamentais: metabolismo, doença, sistema imune, transdução de sinal, expressão de genes e apoptose.
Os autores em seguida se concentraram nas proteínas especificamente associadas com categorias funcionais ligadas à reprodução masculina. Eles identificaram 21 proteínas diferencialmente expressas implicadas nesses processos (entre elas: Glutathione S-transferase Mu 3, Sperm protein associated with the nucleus on the X-chromosome B/F, Protein DJ-1, Proteasome subunit alphatype-7-like, Dihydrolipoyl dehydrogenase mitochondrial, Semenogelin-1, Semenogelin-2).
Essas proteínas candidatas poderiam finalmente se transformar em biomarcadores clínicos para a infertilidade masculina associada à varicocele unilateral e ajudar os urologistas no planejamento de um tratamento. Os resultados deste estudo também aumentam a compreensão atual da patogênese da varicocele e pode lançar uma luz sobre os resultados negativos da apresentação bilateral.
FONTE: LABNETWORK

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário