Papanicolaou: exame detecta câncer de colo do útero

O que é?

O exame de Papanicolaou, também conhecido como Papanicolau ou Colpocitologia Oncológica, faz a análise das células da região do colo uterino para identificar infecções vaginais, doenças sexualmente transmissíveis (DST) e, principalmente, algum sinal precoce de câncer de colo uterino, o terceiro tumor mais frequente na população feminina, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).
Na década de 1980, foi descoberto que o HPV (Vírus do Papiloma Humano) é o responsável pelo câncer de colo do útero. Sua transmissão é quase que exclusivamente por contato sexual e penetra nas microlesões da pele e mucosas. É a doença sexualmente transmissível mais comum. Existem mais de 150 tipos destes vírus no ser humano, responsáveis também pelas verrugas genitais. Cerca de 80% da população apresenta a infecção transitória e consegue eliminar o vírus; 20% tem infecção persistente e são as mulheres que devemos acompanhar mais atentamente. O grupo desses vírus que tem características de manter a infecção persistente, é chamado de alto risco e, dentre esses, os tipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos cânceres de colo uterino. 
 OS HPVs são muito frequentes e altamente transmissíveis. Quando as mulheres que iniciam a vida sexual se infectam facilmente, e, com o passar do tempo, um grande número deles, são eliminados espontaneamente. O câncer do colo uterino, na maioria das vezes, ocorre acima dos 30 anos, e 80% das pacientes com infecção transitória já eliminaram o vírus a partir dessa faixa etária. Portanto, acima desta idade, devemos associar exames mais sensíveis de detecção de HPVs ao Papanicolaou, para que o rastreamento seja mais efetivo. As vacinas contra HPV existentes, e as novas em fase de finalização de pesquisa, irão revolucionar esta área e minimizar o sofrimento das gerações futuras.

Como é feito

A coleta é simples: durante o exame ginecológico, o médico (a) faz uma coleta das células do colo do útero, com uma espátula e escovinha. Essas células podem ser espalhadas diretamente em lâminas de vidro ou coletadas em meio líquido. Quando o rastreamento populacional é feito adequadamente, permite diminuir em mais de 70% a mortalidade por câncer do colo uterino.

Preparo para o exame

O preparo adequado do exame consiste em evitar relação sexual, cremes, duchas e não estar menstruada pelo menos dois dias antes da coleta. Para as coletas em base líquida não é necessário este rigor, já que as células são lavadas.

Resultados

Os exames alterados devem ser vistos por profissionais experientes, uma vez que as condutas e tratamentos são diferentes, conforme cada caso e período de vida. Para ampliar estas avaliações, podemos usar exames complementares como: testes para pesquisa de HPVs, colposcopia e biópsias.
O Papanicolau ajuda a diagnosticar:
  • Câncer de colo do útero
  • Infecções vaginais, como Gardnerella vaginalis, Tricomoníase e candidíase
  • DSTs, incluindo HPV.
FONTE: MINHA VIDA

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário