Inverno: Estação de peelings

Peeling é todo processo em que há remoção das camadas mais superficiais da pele. Ele é considerado o tratamento mais eficiente no combate às machas de acne ou de sol, trata olheira, combate rugas e flacidez, reverte quadros de envelhecimento precoce, suavizando a fisionomia cansada.
O tratamento com peeling é mais indicado em épocas de menor radiação solar. Portanto, a melhor época para as regiões quentes é sempre nos meses mais frios do ano, entre abril e setembro. Daí o inverno ser a estação eleita a “estação peelings”. É tempo de aproveitar pra renovar a pele e dar uma levantada na expressão.
Ter uma pele saudável, viçosa e bonita é um desejo comum entre homens e mulheres. O procedimento do peeling é muito comum e quase não oferece riscos. Para um bom resultado, é necessário procurar um bom especialista na área. Só ele é capaz de lhe proporcionar a recomendação exata para o seu tipo de pele e de avaliar qual é o tratamento ideal para você.
Entre os diversos tipos de peeling conhecidos, o peeling químico desponta como um dos procedimentos mais procurados para rejuvenescer e melhorar a aparência da pele. Ele consiste na aplicação de substâncias combinadas sobre a pele, para promover a descamação, remoção das células mortas, e assim sua renovação. Durante esse processo, as camadas mais profundas da pele são estimuladas a produzir e remodelar o colágeno, originando uma pela mais clara, macia, lisa e firme. Os peelings químicos são indicados para reduzir as rugas, cicatrizes, manchas e envelhecimento de pele, tanto no rosto como no corpo.
A Biomedicina Estética é a mais nova área da Biomedicina que, com a comprovação científica dos métodos e técnicas utilizados, desenvolve e aplica os tratamentos para as disfunções estéticas corporais, faciais e o envelhecimento fisiológico, relacionados à derme e seus anexos. O biomédico esteta é o profissional habilitado em Biomedicina Estética, que está apto, entre muitas outras funções, a realizar os diversos tipos de peeling. Ele cuida da saúde, bem-estar e beleza do paciente. “O tratamento desperta a pele em diferentes níveis, fazendo com que ela se regenere melhorada”, afirma a doutora Ana Carolina Puga, Diretora da clínica ACorPoralle Medicina Estética e Presidente-Fundadora da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética. 

Tratamentos

Consulte seu Biomédico Esteta e se aconselhe sobre o tratamento mais adequado para você. Entre os muitos tratamentos de peeling disponíveis no mercado, destacamos:

Peelings químicos e enzimáticos superficiais

Os peelings químicos superficiais são a escolha certa para as peles com pigmentos irregulares, ressecadas, acnes ou com rugas superficiais. Este peeling remove apenas a camada exterior da pele (epiderme) com uma esfoliação leve, resultando num brilho saudável. A combinação de substâncias químicas usadas neste peeling atinge apenas a camada epidérmica, e por isso é um procedimento muito seguro. Causa uma fina escamação e estimula a renovação do colágeno que proporciona firmeza à pele. Como é um tratamento bastante suave, exige mais de uma sessão para obter resultados. O procedimento pode ser repetido semanalmente e por até seis semanas.
Peelings químicos e enzimáticos médios
Sua pele terá uma aparência mais suave. Estes peelings são muito bons para eliminar as cicatrizes de acne, rugas mais profundas e tonalidade desigual. Os produtos químicos utilizados para este tipo de peeling irão remover as células epiteliais tanto da camada exterior da pele (epiderme) quanto da parte superior da sua camada média (derme). O biomédico esteta irá utilizar o ácido tricloroacético, licorice, pirúvico, entre outros potentes ácidos que, com a aplicação periódica por um profissional adequando, irão proporcionar um rejuvenescimento profundo na pele do paciente.

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário