Franquias de estética e beleza. Como ter realização profissional trabalhando com elas?

O Brasil é o terceiro maior colocado no ranking mundial da indústria da beleza. O mercado de trabalho na área da beleza e estética vem crescendo muito nos últimos anos
e são, principalmente, as mulheres quem mais o procuram, afim de cuidar mais de si mesmas, procurando ficar mais belas e bem cuidadas, portanto, mais felizes.
Para quem quer começar agora neste mercado e não tem a intenção ou não dispõe de recursos suficientes para montar sua própria clínica, cada vez mais é exigido do profissional um alto padrão de formação. De um modo geral, as comissões e remunerações também são compensatórias. A disposição dos clientes para pagar preços e pacotes mais elevados em serviços estéticos de maior qualidade também influencia bastante na decisão de quem opta por trabalhar nesse ramo.
Já, as oportunidades de trabalho na área da estética são muitas, devido ao grande e ininterrupto crescimento que o setor vem apresentando nos últimos anos. Entretanto, muitas pessoas, principalmente mulheres que pretendem trabalhar na área ou até mesmo montar uma clínica no futuro, buscam não somente um emprego, mas sim uma forma de mudar de vida e ter meios para realizar seus sonhos.
A maioria também deseja a independência profissional, isso é, abrir o próprio negócio e não ser subordinada a alguém. Isso é totalmente possível nesse mercado, pois são inúmeros os exemplos de sucesso juntamente com oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional.
1. Como ser uma profissional de renome nesta área
Para se tornar mais valiosa no mercado de trabalho ou até mesmo na empresa para qual trabalha é preciso ficar atenta a tudo. Saber o que é esperado de você, ser uma pessoa proativa, ser alguém que busca excelência no que faz. Então não basta saber fazer algo, é preciso almejar ser a melhor. Buscar novos conhecimentos e experiências também conta muito para “aumentar seu valor” perante o mercado e como consequência, sua remuneração.
Então, se possível, comece o quanto antes. Faça estágios e busque aprender diferentes técnicas por meio de cursos, pois o responsável técnico no estágio não ficará sempre a sua disposição para lhe ajudar ou toda vez que for preciso. Quanto mais cursos puder fazer, mais interessante você será para o mercado de trabalho. Caso já esteja trabalhando, uma característica muito apreciada é a capacidade de pensar como o dono da empresa. Não somente ir e voltar do trabalho, dentro dos horários estipulados, mas sim saber valorizar cada oportunidade de melhorar o trabalho e o ambiente, fazer com que a empresa cresça.
Como me tornar mais atrativa para o mercado de trabalho?
A primeira impressão de uma empresa para com a profissional é seu currículo. Portanto é essencial que esteja atualizado e no formato ideal. Que seja claro, mas completo. No caso de uma entrevista, mantenha a postura firme. Responda claramente ao entrevistador, vá vestida de acordo e evite o uso de gírias e expressões coloquiais. Fique calma e tranquila e lembre que passar segurança nessa hora é um diferencial.
Invista em qualificação e mantenha-se atualizada. Realizar cursos de extensão, participar de palestras, feiras e afins é recomendado. Cursar uma pós-graduação é imprescindível para se habilitar e conta como um grande diferencial, inclusive as profissionais estagiárias que cursam uma “pós” têm maiores chances de efetivação!
E por último, cuide do networking. Conhecer novas pessoas e fazer contatos é muito importante, bem como manter relações antigas. Isso pode abrir portas em momentos inesperados.
2. Responsabilidades
É importante ressaltar que quem trabalha com a estética tem que fazer um trabalho sério, afinal muitas vezes mexe com a saúde de terceiros. Muitos procedimentos com agulhas, substâncias e medicamentos (botox, preenchimento e intradermoterapia) são utilizados em diversos tipos de tratamentos. Ainda que poucos e controlados, podem oferecer riscos à integridade do paciente. Portanto, “é obrigatória a cientificação do paciente, ou de seu responsável legal, dos potenciais riscos e efeitos colaterais relacionados ao uso do medicamento preconizado para o tratamento da Espasticidade, o que deverá ser formalizado por meio da assinatura do respectivo Termo de Esclarecimento e Responsabilidade, conforme o modelo integrante do Protocolo”. (Portaria nº 376 do Ministério da Saúde, de 10/11/2009)
Daí nota-se a importância da profissionalização. Ser capaz de realizar um procedimento estético com excelência é o mínimo que o paciente e a empresa vão esperar de você. O bom profissional também valoriza e se atenta aos fatores minimamente burocráticos como coletar ou se certificar da assinatura no Termo de Consentimento antes do atendimento e atenção ao paciente. Por sua vez, o cliente vai entender que você e a clínica que trabalha são sérios. Como já foi falado anteriormente, somente profissionais capacitados e habilitados podem se responsabilizar por alguns serviços e procedimentos como os perfurocortantes. Com a assinatura do Termo de Consentimento, você profissional, a empresa e o cliente ficam com suas responsabilidades asseguradas. Portanto, mais um ponto que reforça a importância do seu preparo do profissional.
Quanto à questão dos estagiários é o mesmo que em muitos segmentos do mercado. O aprendiz precisa absorver novas técnicas e também utilizar o que já sabe. Portanto, na área da saúde, os estudantes graduandos e pós-graduandos podem trabalhar sob a responsabilidade técnica de uma outra pessoa, mas isso não significa que poderão cometer erros.
Custos iniciais de uma clínica de estética
Os custos iniciais de abrir uma clínica/centro de estética para quem está começando podem ser altos, girando em torno de R$50 mil a R$200 mil. Por isso começar trabalhando para terceiros é uma ótima alternativa para quem não quer assumir a responsabilidade de ter uma empresa, e também, uma opção para quem quer adquirir mais experiência e fazer um pé de meia antes de se aventurar no mundo dos investimentos e empreendedorismo.
Há, também, a possibilidade de trabalhar em franquias. Tais estabelecimentos já disponibilizam infraestrutura de treinamentos pronta para o estagiário e/ou estudante. Sua forma de trabalho e atendimento também serão aperfeiçoadas e você terá contato com diversas campanhas publicitárias e comerciais de uma maneira mais frequente, intensa e diversificada. Por outro lado os protocolos de atendimento são engessados, ou seja, você não poderá aplicar todos os seus conhecimentos criando suas próprias estratégias de tratamentos. Terá que se adaptar à forma de trabalho da franquia.
Para muitos profissionais da saúde tal experiência de trabalho garante o retorno da experiência mais rápido e o torna tão ou mais atrativo para trabalhar noutra clínica e ou franquia.
Em consequência as clínicas/centros, sempre precisam de pessoal capacitado e com experiência para trabalhar. Assim, quando estiver formada e puder assumir responsabilidade técnica, sua perspectiva de contratação na área da estética aumentará muito, pois espera-se que a sua contratação no mercado com melhores salários seja mais rápida.
3. Vantagens da área de beleza e estética
Trabalhar na área da saúde por vezes, pode ser um pouco complicado por defrontar com diversos casos sérios, lidar com a perda de pacientes, etc. No ramo da estética, apesar de ficar responsável pela saúde das pessoas é possível lidar com outro tipo de público: pessoas felizes que buscam mais felicidade. Afinal, que mulher não sonha em ficar cada dia mais bonita, não é? Com esse ambiente calmo e saudável é muito mais recompensador e tranquilo trabalhar. Lidar com sorrisos, resultados alcançados, satisfação de outras pessoas e a sua inclusive!
Como dificilmente alguém começa já do topo, é bem normal lançar-se no mercado de trabalho em alguma clínica ou centro de estética e ir juntando conhecimento e capital para abrir o próprio negócio. É possível também atender a alguns clientes em casa. Esta atividade é conhecida como Home Care pode render dinheiro para futuros investimentos e é um bom começo.
O mercado da estética vem crescendo aproximadamente 30% por ano. Isso significa que as pessoas (grande maioria mulheres) estão se preocupando cada vez mais com a beleza. Tendencialmente, a procura por novos profissionais aumentam. E é claro, quanto maior a procura, maior os preços.
Atualmente uma pessoa formada em estética tem um salário que gira em torno de R$3 mil, trabalhando bastante duro. Já com uma pós-graduação (desejável ter uma clientela fixa), pode aumentar para a casa dos R$10 mil. Ou seja, é possível para a mulher aumentar o padrão e a qualidade de vida e independência financeira.
O fato que permite uma profissional do mercado da estética ganhar um bom valor é que há uma grande flexibilidade de horários. Muitas vezes a mesma profissional atende em diversas clínicas e podem ter também seus clientes particulares.
4. Procedimentos
Existem alguns procedimentos que só o biomédico esteta pode fazer em uma clínica/centro estético. Esses procedimentos são conhecidos como perfurocortantes injetáveis e medicamentosos.
Alguns tipos de procedimentos liberados somente aos profissionais de biomedicina estética:
  • Preenchimento de rugas com ácido hialurônico e hidroxopatita de cálcio;
  • Laser de CO2;
  • Peelings químicos de média profundidade;
  • Hidrolipoclasia;
  • Carboxiterapia;
  • Criolipólise;
  • Intradermoterapia;
  • Remoção de tatuagem;
  • Aplicação da toxina botulínica.
Abaixo estão algumas das atividades que o biomédico esteta não realiza, portanto, se faz necessária a presença do esteticista nestas franquias e estabelecimentos afins:
  • Procedimentos pré e pós cirúrgicos;
  • Técnicas de revitalização;
  • Manutenção e prevenção facial;
  • Maquiagem,
  • Limpeza de pele;
  • Depilação;
  • Drenagem linfática;
  • Micropigmentação;
  • Bronzeamento artificial;
  • Design de sobrancelhas, etc.
  • Seleção da melhor técnica: tipo de terapia e recursos utilizados no trabalho;
  • Preparar os pacientes;
  • Planejar procedimentos;
  • Aplicar estímulos manipulativos;
Tratamentos e correções, como:
  • Realizar massagens e estímulos relaxantes;
  • Aplicação de cosméticos e medicamentos.
Avaliação de disfunções estéticas também é competência do biomédico esteta::
  • Realização de diagnósticos/avaliações dos pacientes;
  • Identificação de disfunções e posterior tratamento; e/ou
  • Encaminhar os pacientes para outros profissionais, quando for o caso.
Ao fazer uma pós-graduação na área de biomedicina estética, o profissional poderá atuar de forma mais independente, e assim, assumir a responsabilidade técnica das suas atividades.
Um profissional pós-graduado poderá assumir a responsabilidade/supervisão técnica sobre procedimentos estéticos perfurocortantes/injetáveis e com remédios não-controlados. Essa autonomia dá mais liberdade e também abre mais oportunidades, visto que o profissional poderá assumir até mesmo a liderança de equipes e, é claro, montar seu próprio negócio, sendo que este poderá compreender uma gama maior de atividades e serviços prestados, tudo de acordo com a legislação.
5. Formas de contratação
Um assunto onde surgem muitas dúvidas são as formas de contratação desses profissionais. Agora vamos esclarecer algumas delas.
– Contrato de trabalho com vínculo empregatício:
Neste tipo de contrato, o empregador arcará com os encargos trabalhistas e cumprirá as exigências da legislação do trabalho. Aqui, os modelos de contrato podem ser divididos em algumas categorias:
  • Contrato por prazo indeterminado: não há prazo para o término da prestação de serviços
  • Contrato por tempo parcial: limita a carga horária a 25 horas semanais, não há horas extras.
  • Contrato por prazo previamente determinado: pode ser feito por projeto, isto é, quando certo serviço for finalizado, o contrato termina.
  • Contrato de experiência: o prazo de experiência não pode ser superior a 90 dias.
  • Contrato de Aprendiz: é um contrato especial para jovens de 14 a 18 anos para um programa de aprendizagem.
– Contratos de trabalho sem vínculo empregatício:
Neste tipo de contrato o empregador não arcará com os encargos trabalhistas, mas precisa cumprir a legislação do trabalho (segurança, etc). Da mesma forma, também existem algumas modalidades.
  • Contratos eventuais e avulsos: os famosos free-lancers. O profissional presta serviços a uma ou diversas empresas esporadicamente, quando há necessidade.
  • Contrato de trabalho temporário: este tipo de contrato é opção, por parte da empresa, quando surge algum desfalque na equipe principal ou quando há demanda especial de serviços.
  • Profissional autônomo: o profissional age por conta própria, sendo que pode até ter o seu próprio negócio. Esse é o sonho de muitas mulheres na área da estética, trabalhar com autonomia e independência.
  • Estágio: parte do aprendizado, o estágio é desenvolvido no ambiente de trabalho, sendo sempre supervisionado.
Ganhos e comissão:
Este é um ponto bem delicado e que varia de empresa para empresa. A definição de dos ganhos e comissões depende do plano de negócio, caso você trabalhe para algum lugar. O estabelecimento tem um plano de negócios e precisa segui-lo. As vezes este estabelece que os ganhos serão apenas por comissões (que variam entre 35 e 60%) ou por salário fixo + comissão (nesse caso vão ser bem mais baixas).
Muitas vezes o dono do estabelecimento deixa esta opção em aberto. E é evidente que se a pessoa optar somente por comissão, mesmo que seja bem alta, vamos supor, 60%, vai depender bastante da demanda de serviços. É muito comum trabalhar assim, mas é preciso ser bastante organizada e controlada.
No caso de ter seu próprio negócio, mesmo trabalhando sozinha, a empresa é algo que precisa de muito planejamento e organização, portanto, estipule a sua comissão, algo justo, como o que você pagaria a qualquer profissional, caso fosse empregar alguém. Dessa forma o seu negócio tende a prosperar.
Como já foi dito antes, os ganhos iniciais podem girar em torno de R$3 mil. Isso já com as comissões e salário juntos. Se for analisar separadamente, o salário de um centro/clínica de estética para alguma técnica/tecnóloga pode ser entre R$1,5 e R$2 mil. São muitas variáveis como local do trabalho, poder aquisitivo da clientela, etc.
Conclusão
O mercado da estética e da beleza já provou  que pode ser muito promissor. Portanto investir em uma carreira nesse ramo é algo que definitivamente pode dar certo. Mas como em qualquer outro seguimento, é preciso investir em formação e atualização, para assim ser um profissional atraente no mercado. Adicionalmente, quanto mais completa for a formação, mais responsabilidades o profissional poderá abraçar. Isso indica que a sua empregabilidade será maior.
Para aquelas pessoas que encontram dificuldades e já estão no mercado, sentem-se desvalorizadas e dependentes, investir na sua profissionalização, com cursos, palestras e até mesmo uma pós-graduação com certeza terão um up na carreira. O ramo da estética é amplo, a mulher que busca independência e uma qualidade de vida melhor, tem até perspectiva de montar seu próprio negócio. Há diversas formas de contrato e possibilidades de trabalho, com oportunidades de ganhos elevados. Assim é bem possível alcançar a realização tanto pessoal, quanto profissional.

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário