Exame de ureia é feito para acompanhamento de doenças renais

O exame de ureia é usado principalmente para avaliar a função dos rins. Atualmente, tem sua maior utilidade em clientes renais crônicos, uma vez que o exame de creatinina é mais utilizado para diagnóstico de problemas renais ou mesmo acompanhamento da função renal. Dessa forma, a dosagem sanguínea de ureia é um complemento da dosagem de creatinina.
Saber a dosagem de ureia no sangue ajuda a avaliar a função renal porque a ureia é uma substância filtrada pelos rins. Quando nosso organismo quebra as moléculas de proteína que serão direcionadas aos músculos, ele também produz algumas substâncias que não são aproveitadas pelo corpo. Entre essas substâncias estão a ureia e a creatinina. A ureia é um combinado de substâncias como nitrogênio, carbono, hidrogênio e oxigênio.
A ureia então viaja pela corrente sanguínea até os rins, onde será filtrada e eliminada na urina. Quando os rins não estão funcionando bem, a filtragem da ureia é comprometida. Isso quer dizer que boa parte da ureia produzida não será excretada na urina, permanecendo no sangue.
Dessa forma, o exame de ureia avalia as quantidades da substância no sangue a fim de investigar possíveis doenças renais.

Preparo para o exame

Por ser um exame de sangue comum, não há um preparo especial para a dosagem de ureia. Se a amostra de sangue for usada apenas para dosar essa substância, não é necessário jejum, privação de sono, de atividade física ou qualquer outra recomendação especial. Caso a amostra seja utilizada para outros exames, o laboratório provavelmente orientará acerca dos cuidados.
É importante dizer ao médico ou médica quais medicamentos você ingere com regularidade. Pode ser necessário interromper o uso de alguma medicação dias antes do teste.

Resultados

Os resultados do exame de ureia são obtidos poucos dias após a coleta da amostra. Os valores listados aqui são apenas um guia, e não necessariamente o indicativo de que há problemas. O médico irá avaliar os resultados com base em sua saúde e outros fatores. Isto significa que um valor dentro ou fora do normal pode ter outro significado.
Resultados normais
Os valores de referência para ureia variam de 10 a 45 mg/dL (miligramas por decilitro de sangue). Os valores podem ser diferentes conforme o sexo e idade.
Resultados anormais
Níveis de ureia acima do normal podem indicar:

  • Trato urinário bloqueado
  • Infecção nos rins
  • Insuficiência renal
  • Desidratação
  • Alterações musculares, como
  • rabdomiólise
  • Problemas durante a gravidez, como pré-eclâmpsia.
Níveis abaixo do normal podem indicar:
  • Condições que envolvem os nervos que controlam os músculos, como miastenia grave
  • Alterações nos músculos, como distrofia muscular.

O que pode afetar o resultado do teste?

Como a ureia é um subproduto da quebra de proteínas, pessoas que utilizam mais proteínas podem apresentar maiores níveis da substância no sangue. Como as proteínas são utilizadas na estrutura dos músculos, atletas e pessoas com grandes concentrações de massa muscular podem apresentar taxas maiores de ureia no sangue e permanecerem saudáveis.
Por outro lado, idosos tendem a apresentar menores taxas de massa muscular naturalmente. Dessa forma, a dosagem de ureia também pode estar naturalmente abaixo do normal nessa faixa etária.
É importante então analisar os resultados não só com base nos valores de referência, mas levando em consideração fatores como sexo, idade e concentração de massa muscular.
FONTE: MINHA VIDA

Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário