PATOLOGIA LÂMINA 18 - TROMBOSE HEMORROIDARIA – TECIDO CUTANEO MUCOSO

Microscopia: o corte mostra fragmentos de pele de região anal onde observamos inúmeras estruturas vasculares em tecido conjuntivo dilatadas, apresentando material fibrino hemorrágico intralumial ( dentro da luz) em área esboçando trombo.
Etiologia: redução da velocidade do sangue é um fator importante na origem do trombo. Na síndrome de hiperviscosidade, a redução de fluxo devido á maior resistência vascular, propicia permanência de fatores de coagulação ativados por mais tempo em determinado local, atraindo mais plaquetas aos quais se aderem nas paredes dos vasos formando trombos. Falta de ferro
Manifestações Clínicas : as hemorroidas manifestam-se por hemorragia que pode provocar anemia devido a perda cronica de sangue, frequentemente a desenvolvimento de prolapso retal. ( trombose = solidificação do sangue – massa formada por elementos figurados do sangue/ estase = fluxo sanguíneo lento – ativação ou fatores pro coagulantes / isquemia = ausência ou diminuição do fluxo sanguíneo.
OBS: - lamina mais vermelha
- trombo no vaso – hemorragia intralumial
coagulação do sangue no interior do vaso = trombo
- epiderme preservada que repousa em tecido conjuntivo contendo inúmeras estruturas vasculares dilatadas.




Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário