PATOLOGIA LÂMINA 12 - CARCINOMA DE CÉLULAS RENAIS

Macroscopia: lesões geralmente esbranquiçadas ou com tecido amarelo brilhante. A cor amarela é dada pela riqueza de células neoplásicas e a cor branca pela escassez destas. Áreas escuras revelam necrose hemorrágica. Massa que acomete um dos pólos, geralmente o inferior.
Microscopia: corte mostra tecido renal contendo neoplasia epitelial de linhagem epitelial tubular constituída pela proliferação de unidades glanduliformes tubulares irregulares e complexas, por vezes contendo delicadas projeções intra-luminais onde as células revelam variáveis graus de hipercromasia e hipertrofia nuclear na presença de freqüentes nucléolos conspícuos.
Etiologia: estudos revelam maior incidência em fumantes.
Metástases: as localizações mais comuns são pulmões, ossos, linfonodos regionais, fígado e cérebro.

Manifestações Clínicas : dor e disuria com hematúria ( hemácias incontáveis) persistente.


Publicado por Ana Carolina Dada

Autora do Blog Biomedicina Online e estudante de Biomedicina da FURB-SC .
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário